Prefeitos da Alta Paulista pedem ampliação da estrutura de saúde para tratamento da covid-19

A covid-19 foi o principal assunto da primeira assembleia da Amnap (Associação dos Municípios da Nova Alta Paulista) em 2021. Realizada em Adamantina nesta segunda-feira (1º), o encontro contou com a presença dos gestores de 22 cidades, entre eles de Dracena, Osvaldo Cruz e Tupã.

Entre as principais demandas discutidas pelos prefeitos está a ampliação da estrutura de saúde para avanço de fase, no Plano São Paulo, principalmente dos municípios pertencentes ao DRS de Marília (Departamento Regional de Saúde) que há três semanas estão na etapa mais restritiva, a vermelha.

Os gestores pontuaram, ainda, as dificuldades econômicas vivencias pelas cidades devido ao fechamento das atividades consideradas não essenciais, como o comércio. Para melhoria da classificação no plano de retomada da economia, as cidades solicitam mais leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratamento da covid-19.

Um estudo será apresentado ao Governo do Estado sobre a possibilidade de ampliação da estrutura de atendimento. E, a prefeita de Osvaldo Cruz, Vera Morena (PP), adiantou que conquistou quatro novos leitos de UTI para a Santa Casa da cidade, ampliando de seis para 10 as unidades de terapia intensiva destinadas a covid-19, que devem entrar em funcionamento até sexta-feira (5).

Outro ponto debatido no encontro foi a volta às aulas, que cada cidade programou em uma data distinta. Os gestores compartilharam experiências para a retomada do ensino presencial e, ainda, solicitaram recursos extras do Estado para a educação.

Durante a reunião, presidida pelo prefeito de Tupi Paulista, Alexandre Tassoni Antonio, o Lê, a proposta ‘Alta Paulista do Futuro’ também foi debatida. A ideia é incrementar os investimentos públicos e privados na região, conforme realizados no Vale do Ribeira.

Lá, as ações que compreendem o Vale do Futuro, nome da iniciativa, injetarão R$ 1 bilhão em investimentos públicos e R$ 1 bilhão em investimentos privados, além de R$ 3,3 bilhões em concessões à iniciativa privada. O Programa contempla ainda cerca de 30 mil oportunidades de emprego.

“O Vale do Ribeira é composto por 22 municípios. A Amnap é composta por 30 cidades. Eles têm uma população de 340 mil pessoas. A Amnap tem uma população de mais 400 mil habitantes. Porque este olhar do Governo do Estado para o Vale do Ribeira e não para a Alta Paulista?”, questiona pelo presidente da Amnap, Lê Tassoni.

Ao final do encontro, o secretário de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado, Marcos Vinholi, fez uma participação virtual se posicionando sobre os pontos debatidos pela Amnap. O gestor estadual solicitou um estudo sobre a possibilidade de ampliação dos leitos de UTI covid, afirmou estar aberto para apresentação por parte da Amnap da proposta ‘Alta Paulista do Futuro’ e, em breve, deverá receber os prefeitos para debater outras propostas para região.

Os gestores presentes no encontro foram: Antônio Fernandes dos Santos (vice de Bastos), André Kozan Lemos (prefeito de Dracena), Wilson Froio Junior (prefeito de Flórida Paulista), Paulo Sérgio de Oliveira (prefeito de Herculândia), Ademar Calegão (prefeito de Irapuru), Osmar Pinatto e Israel Gumiero (prefeito e vice de Junqueirópolis), Tati Guilhermino (prefeita de Lucélia), Ricardo Mitsuro Watanabe e Gilson Paulo Ferreira (prefeito e vice de Mariápolis), Vagner Alves de Lima (prefeito de Nova Guataporanga), Vera Morena e Amilton Albertinazzi (prefeita e vice de Osvaldo Cruz), Claudinei dos Santos (prefeito de Ouro Verde), João Francisco Mugnai Neves (prefeito de Pacaembu), Gilmar Martin Martins (prefeito de Parapuã), Gabriel Joaquim Thomaz Cazelli (vice de Paulicéia), Maurilei Aparecido Dias da Silva (prefeito de Pracinha), Walter Rodrigo da Silva – virtualmente (prefeito de Queiroz), José Ferreira de Oliveira Neto (prefeito de Rinópolis), Roberto Batista Pires (prefeito de Sagres), Valdir Verona (prefeito de Santa Mercedes), Fernando Barberino (São João do Pau d’Alho), Caio Kanji Pardo Aoqui e Renan Victor Pontelli (prefeito e vice de Tupã), e Alexandre Tassoni Antônio e Nedécio de Lazari (prefeito e vice de Tupi Paulista).

Créditos: https://www.impactonoticias.com.br/2021/02/01/prefeitos-da-alta-paulista-pedem-ampliacao-da-estrutura-de-saude-para-tratamento-da-covid-19/

.